Obs.: você está visualizando a versão para impressão desta página.
Voltar ao topoVer em Libras
93,3 FMOuça ao vivo
Tocando agora:Daqui a pouco mais músicas na Oeste Capital!

Setembro é o mês da segunda dose da vacina contra o HPV#

« Mais recente🔀Categoria:Geral
ImprimirReportar erroTags:meninas, vacina, dose, saúde, anos, vacinação e ano300 palavras3 min. para ler

Durante o mês de setembro, devem receber a segunda dose da vacina contra o HPV (papilomavírus humano) as meninas entre 9 e 13 anos que receberam a primeira dose em março deste ano. Aquelas que ainda não se vacinaram devem procurar uma unidade de saúde e iniciar o esquema de imunização. No total, três doses devem ser aplicadas. A próxima será cinco anos após a segunda. A vacina é a principal forma de prevenção contra o câncer de colo do útero, doença que mata cerca de oito mil mulheres por ano no Brasil.
A Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) recomenda que pais e responsáveis orientem suas filhas sobre a vacina, pois essa intensificação de rotina é muito importante para que elas fiquem protegidas na idade adulta. As meninas não necessitam, no entanto, de autorização ou acompanhamento dos pais nos postos de saúde. Basta que apresentem um documento de identificação ou a carteira de vacinação.

"Recebendo a segunda dose, seis meses após a primeira, a menina já apresenta imunidade contra os quatro principais tipos de vírus HPV causadores do câncer de colo de útero”, explica a gerente de Vigilância das Doenças Imunopreveníveis e Imunização da Dive, Vanessa Vieira da Silva. "Ao contrário, apenas com uma dose, elas não estão protegidas”​, completa.​

Em 2015, o Ministério da Saúde ampliou a faixa etária para a vacinação, incluindo também as meninas de nove e de dez anos. Até então, eram imunizadas contra o HPV apenas as meninas entre 11 e 13 anos.

A meta da Secretaria de Estado da Saúde é atingir uma cobertura vacinal de, no mínimo, 80% do total de 146.961 meninas dessa faixa etária em Santa Catarina. Na primeira dose, entre março e julho, apenas 53,21% delas receberam a vacina.

Desde 2014 a vacina integra o calendário básico vacinal e está disponível nos postos de vacinação durante todo o ano.

Últimos recados#

Curta o nosso site#

Este site usa cookies para melhorar a navegação.
Termos legais e privacidadeOpt-out