Voltar ao topo.
93,3 FMOuça ao vivo
Tocando agora: Daqui a pouco mais músicas na Oeste Capital!

Prefeitura DE Chapecó parcela dívidas EM até 48 vezes

« Anterior« Última» Próxima» Primeira
ImprimirReportar erroTags:recomenda, serão, atualização, multas, juros, legais, encargos e acrescidas252 palavras4 min. para ler
PREFEITURA DE CHAPECÓ PARCELA DÍVIDAS EM ATÉ 48 VEZESVer imagem ampliada
A Prefeitura de Chapecó parcela dívidas tributárias e não tributárias de pessoas físicas e jurídicas, vencidas até 31 de dezembro de 2017, em até 48 parcelas. Para formalizar o parcelamento, o contribuinte deve procurar a Diretoria de Tributos da Secretaria de Fazenda, próximo dos Correios, das 13 às 19h, de segunda a sexta-feira, ou a Superintendência da Efapi, com documentos pessoais, Identidade e CPF.

Podem parcelar todos os contribuintes (pessoas) e empresas com dívidas constituídas ou não, inscritos ou não em dívida ativa, inclusive aquelas em cobrança judicial que eventualmente tenham sido parceladas e não pagas. As formas e condições para o parcelamento estão previstas na Lei Complementar nº 615/2018, informa o Diretor de Tributos Imobiliários da Secretaria de Fazenda, Dirceu Miotto.

Os débitos serão parcelados em prestações mensais, iguais e sucessivas, acrescidas dos encargos legais (juros, multas e atualização monetária) com limite mínimo de cada parcela de 20 UFRM (Unidade Fiscal de referência Municipal), R$ 80,95, para pessoas físicas, e de 50 UFRM, R$ 202,38, para pessoas jurídicas.

No caso de débitos de imóveis em nome de terceiros, levar ou apresentar o contrato de compra e venda. Firmado o termo de parcelamento, a primeira prestação deverá ser feito em até 10 dias. A partir daí, as parcelas vencem a cada 30 dias.

Conforme Dirceu Miotto, a Lei Complementar nº 615/2018 vigora até 14 de dezembro de 2018. “Por força de Lei o Município é obrigado a executar dívidas vencidas, cobrança judicial ou protesto. Portanto, o contribuinte deve evitar transtornos e despesas judiciais, comparecendo a Diretoria de Tributos para regularizar sua dependência”, recomenda.

Fonte:ClicRDC, Foto: PMC/Reprodução
Compartilhar página nas rede sociais:
CompartilharCompartilharTweetarCompartilharPin it

Últimos recados

Curta o nosso site!