Voltar ao topo.
93,3 FMOuça ao vivo
Tocando agora: Daqui a pouco mais músicas na Oeste Capital!

Operação Veraneio apreende mais uma arma de fogo em Águas de Chapecó

« Anterior« Última» Próxima» Primeira
ImprimirReportar erroTags:apreensão, cidade, esposa, indagada, esposo, relatou, ido e pela380 palavras6 min. para ler
Operação Veraneio apreende mais uma arma de fogo em Águas de ChapecóVer imagem ampliada
Uma espingarda calibre 12 foi apreendida na Linha Aguinhas Frias, em Águas de Chapecó, por volta das 20h desta segunda-feira (28), na Operação Veraneio da Polícia Militar. Com a arma, foram apreendidas munições e a mulher do proprietário da arma foi detida para esclarecimentos. Ele não foi encontrado.

O fato iniciou ainda por volta do meio dia, quando uma guarnição da Operação Veraneio recebeu denúncia de populares, que informaram sobre um indivíduo que estava efetuando disparos de arma de fogo com um revólver. Esse suspeito seria um homem 47 anos, bem conhecido no meio policial e que já havia sido preso com três armas com numeração suprimida em casa, em julho de 2014.

As guarnições deslocaram até o local, porém não encontraram o suposto autor, mas após levantar informações da localização exata da residência do suspeito, duas guarnições da Operação Veraneio compostas por policiais militares da Radiopatrulha, Cavalaria, Rocam e Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT) de Chapecó deslocaram até o local onde estava a esposa do suspeito, uma mulher de 26 anos, que ao ser indagada sobre de seu esposo, relatou que ele havia ido para a cidade de Chapecó.

Pela janela do quarto da residência, que estava aberta, foi avistada uma espingarda de grosso calibre. A guarnição teve autorização da proprietária para adentrar a residência e constataram ser uma espingarda calibre .12, marca Boito, com numeração aparente, municiada com duas munições intactas. No forro da residência foram localizadas mais nove munições calibre 12 intactas e uma capa para a espingarda. Em uma gaveta ao lado da cama, foi localizado o coldre de um revólver, mas esse não foi localizado. A mulher não soube informar sobre a origem dos objetos, apenas falou que não tinha visto a arma e nem sabia das munições. Diante dos fatos, a arma e as munições foram apreendidas, a mulher foi detida e tudo foi encaminhado ao plantão da Delegacia de Polícia Civil de Palmitos para os procedimentos cabíveis.


O indivíduo em questão tem diversas passagens policiais, entre elas: peculato, resistência, violência doméstica, ameaça, já cumpriu pena por homicídio e é conhecido na comunidade local por intimidar as pessoas. Quando foi preso por posse irregular de três armas com numeração suprimida em 2014 - uma espingarda, um revólver e uma pistola -, ficou apenas três dias preso e agora responderá por mais essa apreensão.

Fonte:Polícia Militar
Compartilhar página nas rede sociais:
CompartilharCompartilharTweetarCompartilharPin it

Últimos recados

Curta o nosso site!