Obs.: você está visualizando a versão para impressão desta página.
AcessibilidadeVer em LibrasCursor grandePausar animações

Golpe da falsa vaga de emprego no LinkedIn: Como funciona e como se proteger#

🔀


O LinkedIn, uma das maiores redes sociais profissionais do mundo, tem sido alvo de um golpe engenhoso que envolve a oferta de vagas de emprego falsas. O esquema, conhecido como "phishing”, tem como alvo candidatos em busca de oportunidades de trabalho, prometendo vagas de emprego remoto em empresas estrangeiras. Saiba como esse golpe opera e quais medidas os usuários podem tomar para se proteger.

O Golpe em Ação: Ele se inicia quando supostos recrutadores entram em contato com candidatos por meio de seus perfis no LinkedIn. Esses falsos recrutadores enviam mensagens aos candidatos e frequentemente encontram links suspeitos instalados nos computadores das vítimas. O link, no entanto, é, na verdade um malware, um vírus projetado para infectar o dispositivo da vítima.

Quando a vítima clica no arquivo, acreditando ser uma apresentação específica da vaga de trabalho, o computador está infectado com o malware. Os golpistas muitas vezes usam identidades visuais de empresas reais e até mesmo copiam nomes de cargas em aberto nas empresas, tornando o golpe ainda mais convincente.

Após uma vítima perceber que caiu em um golpe e questionar o suposto recrutador, é comum que o candidato seja bloqueado, tornando ainda mais rastreador os golpistas por trás da fraude.

O relato de uma vítima ao portal G1, é um exemplo recente, Thaisy Pecsén, acessa sua experiência no LinkedIn após ser abordada por um falso recrutador. Ela descreveu ter se candidatado a algumas vagas de emprego e ter sido contatada por uma "recrutadora” através do chat da plataforma. A rapidez da resposta a surpreendeu, mas ela pensou que poderia ser uma mensagem automática. No entanto, a "recrutadora” fez algumas perguntas e recebeu um arquivo em PDF com links suspeitos, além de uma apresentação em nome de uma empresa internacionalmente reconhecida.

Para evitar esse tipo de golpe, os usuários do LinkedIn devem tomar medidas de segurança. É essencial ter cuidado ao clicar em links enviados por desconhecidos e, especialmente, não instalar nenhum arquivo suspeito em seu computador. Além disso, é aconselhável verificar as ofertas de emprego e a identidade dos recrutadores, pesquisando sobre a empresa e entrando em contato diretamente com ela, se necessário.

O LinkedIn, por sua vez, tem se comprometido a combater esse tipo de fraude. A plataforma informou ao G1, que removeu os anúncios de vagas denunciadas pelas vítimas e utiliza defesas automatizadas e manuais para detectar e remover anúncios de empregos falsos. Além disso, oferece recursos como verificação de empresa e e-mail corporativo para ajudar os usuários a se sentirem confiantes de que as oportunidades são autênticas.

Em caso de suspeita de fraude, os usuários também podem fazer denúncias diretamente à plataforma para que medidas adicionais sejam tomadas. Portanto, ao usar o LinkedIn ou qualquer outra plataforma de busca de emprego, é fundamental manter a vigilância e adotar práticas de segurança online para proteger-se contra golpes como esse.

Como funciona o golpe:

O golpe ocorre quando o suposto recrutador manda um link que precisa ser instalado no computador do candidato, segundo as vítimas;

Quando a pessoa clica nesse arquivo achando ser a apresentação detalhada da vaga, o computador é infectado com o vírus;

Golpistas usam a mesma identidade visual de empresas reais e chegam a copiar nomes de cargos em aberto nas companhias, conforme os relatos das vítimas;

Após a vítima notar que é um golpe e questionar o suposto recrutador, o candidato é bloqueado.

Como se proteger:

A pedido do G1, o especialista Lucas Lago e o LinkedIn compartilharam algumas orientações para as pessoas se protegerem do golpe:

Evite ao máximo o download de arquivos enviados diretamente por email/chat. "Isso porque é mais difícil checar a origem dos arquivos que são enviados”, diz Lago;

Use antivírus no celular e no computador;

Desconfie de publicações que parecem ser de empresas com boa reputação, mas que não apresentam um site oficial ou e-mail com domínio próprio;

Fique atento se receber uma resposta à candidatura que exija que você clique em um link para responder perguntas adicionais, especialmente se pedirem informações pessoais como números de documentos;

Tenha cuidado se não conseguir conferir a identidade do anunciante. Um modo de confirmá-la é buscar no Google, as informações de contato fornecidas pelo destinatário, como endereço, telefone comercial e e-mail. Caso não encontre, pode ser que o anonimato seja para enganar os candidatos.

O post Golpe da falsa vaga de emprego no LinkedIn: Como funciona e como se proteger apareceu primeiro em ClicRDC.

Fonte:https://clicrdc.com.br/categoria-geral/golpe-da-falsa-vaga-de-emprego-no-linkedin-como-funciona-e-como-se-proteger/
Outras opções
ImprimirReportar erroTags:golpe, linkedin, ser, emprego, computador, vítima e empresas738 palavras7 min. para ler

Compartilhar artigo:
CompartilharPin itPublicarRecomendar

Últimos recados#

Redes sociais#

+55 (49) 3361-3130Fale conosco agora