Voltar ao topo.Ver em Libras.
93,3 FMOuça ao vivo
Tocando agora: Daqui a pouco mais músicas na Oeste Capital!

CASAN REALIZA MANOBRAS PARA CONTROLAR O ABASTECIMENTO DE ÁGUA EM CHAPECÓ

« Última» Primeira🛈
ImprimirReportar erroTags:hídrica, cotas, descontínuo, alguns, momentos, chamadas, pontas e redes262 palavras4 min. para ler
CASAN REALIZA MANOBRAS PARA CONTROLAR O ABASTECIMENTO DE ÁGUA EM CHAPECÓVer imagem ampliada
A Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan) realiza um conjunto de ações para manter todas as áreas da cidade abastecidas em Chapecó. As medidas são tomadas após o município ter decretado situação de emergência, na terça-feira (28), devido à falta de água que compromete os mananciais usados na captação de água. 

Trabalhos de monitoramento e controle de pressão são realizados para assegurar que, pelo menos uma vez ao dia, todos os moradores recebam água em suas residências.  "Vamos aproveitar especialmente o período da noite, de menor consumo, para redistribuir a água da melhor maneira possível”, explica o superintendente Regional do Oeste, Daniel Scharf.

O chefe da Agência de Chapecó, Bruno Comunelli Eleotero, comenta que em algumas localidades são mais difíceis de abastecer devido ao consumo que ocorre no caminho. "Com o trabalho operacional buscamos manter o fornecimento de água para todos, mesmo que ele seja descontínuo em alguns momentos”, explica Eleotero. "São as chamadas pontas de redes e cotas mais elevadas que sentem mais o problema e por isso recebem um monitoramento mais intenso pela Companhia”.

Além desta medida, a Casan instalou uma bomba flutuante para captação de água no Rio Tigre, manancial secundário. Esta ação ajuda a manter a captação, tratamento e distribuição de água nesse período.

Durante o período de emergência, a Casan indica que os usuários não devem lavar calçadas, pátios e carros. O uso mais controlado ao escovar os dentes e lavar a louça, com o fechamento da torneira, e banhos menos demorados, são ações fundamentais para ajudar a ultrapassar esse período de crise hídrica.

Fonte:ClicRDC, Foto: Casan

Últimos recados

Curta o nosso site!