Obs.: a página impressa não é necessariamente idêntica à página exibida na tela.
Item adicionado ao pedido! E agora?
Permanecer na página atualIr para a tela de finalização do pedido
Voltar ao topo.
93,3 FMOuça ao vivo
Tocando agora: Daqui a pouco mais músicas na Oeste Capital!

Aeroportos de Florianópolis e Vitória têm as piores notas em pesquisa do Ministério dos Transportes

AnteriorPróximo
« Última» Primeira
ImprimirReportar erroTags:rodrigues, pesquisados, econômica, crise, cortou, volta, traz e econômico297 palavras4 min. para ler
Aeroportos de Florianópolis e Vitória têm as piores notas em pesquisa do Ministério dos TransportesVer imagem ampliada
O custo-benefício das lanchonetes nos aeroportos brasileiros é o item com pior avaliação dos passageiros no Brasil, seguido do preço do estacionamento. As informações estão no Relatório do Desempenho Operacional dos Aeroportos no 1º trimestre de 2018, que reúne avaliações de passageiros em 20 aeroportos, e foi divulgado nesta quarta-feira (25) pelo Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil. As melhores notas registradas pela pesquisa foram para a cordialidade dos funcionários de check-in e da imigração.
O índice de satisfação dos passageiros fechou o primeiro trimestre em 4,3 - em uma escala de 1 a 5. Trata-se de uma redução em relação ao último trimestre do ano anterior, quando a média das avaliações foi de 4,35. Os aeroportos com melhor avaliação foram Curitiba e Viracopos, em Campinas. Já os piores avaliados foram Florianópolis e Vitória.
Segundo secretário de Aviação Civil, Dario Lopes, há 2 motivos para a queda da satisfação dos passageiros:
1.     o aumento do número de aeroportos pesquisados a partir de 2018 - de 15 para 20;
2.     o retorno dos passageiros que viajam esporadicamente para os aeroportos.
A retomada do crescimento econômico, aos poucos, traz de volta o passageiro de lazer para os aeroportos. Esse cliente cortou viagens durante a crise econômica e levou o setor aéreo, quando o transporte aéreo brasileiro perdeu quase 8 milhões de passageiros nos voos nacionais. Segundo Lopes, esse cliente é mais exigente com a infraestrutura do aeroporto e oferta de serviços do que o passageiro frequente. O retorno desse cliente para os aeroportos contribuiu para a redução da nota média dos passageiros para os serviços nos últimos trimestres. “O passageiro de lazer é o que mais critica aspectos como limpeza de banheiros e preços da lanchonete“, diz Lopes. Dos 19.473 entrevistados na pesquisa, 60% viajavam a lazer e 50% fez menos de duas viagens nos últimos 12 meses.
Fonte: G1
Foto: Matheus Rodrigues/G1
 
 

Fonte:G1
Compartilhar página nas rede sociais:
CompartilharCompartilharTweetarCompartilharPin it

Últimos recados

AnteriorPróximo

Curta o nosso site!

AnteriorPróximo