Obs.: você está visualizando a versão para impressão desta página.
Voltar ao topo.Ver em Libras.
93,3 FMOuça ao vivo
Tocando agora:Daqui a pouco mais músicas na Oeste Capital!

Chapecoense é campeã! Em partida histórica na Arena Condá, Chape vence o Confiança e garante o título da Série B

« Mais recente🔀🛈Categoria:Esporte
ImprimirReportar erroTags:foi, finalizou, chape, confiança, área, gol e verdão731 palavras10 min. para ler
Comemore torcedor verde e branco! A Associação Chapecoense de Futebol é campeã do Campeonato Brasileiro Série B 2020. Na noite desta sexta-feira (29), em partida histórica na Arena Condá, em Chapecó (SC), o Verdão venceu o Confiança (SE) e sagrou-se campeão da competição. Os gols da partida e do título foram marcados por Anselmo Ramon duas vezes e Perotti.  
Com o título, o Verdão fez história em Santa Catarina e se tornou o único clube do Estado a conquistar uma competição internacional (Sul-Americana 2016) e nacional (Série B 2020).
Esse foi o terceiro título de Santa Catarina na Série B. As outras conquistas foram com o Criciúma em 2002 e o Joinville em 2014. O Estado também tem três títulos da Série C (Avaí 1998, Criciúma 2006 e Joinville 2011) e um da Série D (Brusque 2019).
O jogo
Em busca da taça nacional inédita, a Chape começou a partida em cima do Confiança. Logo nos primeiros minutos de partida, o Verdão abriu o placar. Aos 4’, Mike tocou no lado direito para Denner que cruzou rasteiro para Anselmo Ramon. O camisa ‘9’ da Chape dominou e chutou rasteiro no canto de Rafael Santos. Logo na sequência, aos 7’, o Verdão quase marcou o segundo gol. Mike cruzou na área e Denner finalizou de primeira, mas a bola pegou no travessão do Confiança.
O Confiança chegou no ataque em duas oportunidades e assustou a equipe da Chape. Aos 18’, Silva finalizou depois de pegar a sobra e a bola foi para fora. Logo depois, aos 21’, Reis cobrou uma falta perigosa, mas a bola foi por cima do gol de João Ricardo.
Neste momento do jogo, aos 23’, da primeira etapa, o América-MG vencia o Avaí por dois a zero. Com esse resultado, a Chape necessitava vencer de três a zero para se sagrar campeã. Com essa ideia, o Verdão foi para cima do Confiança. Anderson Leite dominou próximo da área e finalizou forte, a bola desviou e quase entrou no ângulo do gol do time sergipano.
Despreocupado na partida, o Confiança jogava tranquilo na Arena Condá e em escapadas no ataque, assustava o goleiro do Verdão. Aos 32’, Everton avançou no ataque e finalizou de fora da área, mas a bola foi para fora.
A última chance do primeiro tempo foi do Confiança. Aos 45’, Silva cruzou na área, a zaga da Chape afastou e Serginho finalizou de fora da área, mas João Ricardo espalmou e salvou o Verdão. Fim de primeiro tempo na Arena Condá. Com a vitória da Chapecoense de um a zero contra o Confiança e o triunfo de dois a zero do América-MG diante do Avaí, o título ficava em Minas Gerais.
A primeira chance da segunda etapa foi do Confiança. Logo aos 2’, Reis fez boa jogada pela direita, puxou para o meio e finalizou, mas João Ricardo defendeu em dois tempos. Aos 5’, foi a vez da Chape responder e assustar o time sergipano. Denner recebeu no ataque e finalizou forte, mas a bola subiu e foi para fora.
O Confiança era melhor na segunda etapa e empatou a partida. Aos 9’, Altemar avançou sozinho no lado direito da defesa da Chape e cruzou para a área. O atacante Reis subiu e cabeceou para dentro do gol de João Ricardo.
A Chapecoense precisava vencer por pelo menos dois gols de diferença, mas o time não conseguia se organizar em campo. As chances do Verdão na segunda etapa vieram de bolas paradas e chutes de longe. Aos 21’, Willian Oliveira recebeu na entrada da área e finalizou, mas a bola foi para fora.  
Aos 30’, o goleiro João Ricardo salvou o Verdão. Rafael Vila tocou para Alyson, que na frente de João Ricardo finalizou em cima do goleiro e perdeu uma grande chance na partida. A Chape respondeu logo em seguida e foi com o gol. Aos 33’, Anselmo Ramon cruzou rasteiro e Perotti, de carrinho, finalizou para o fundo das redes. Após o segundo gol, a Chape era toda ataque na Arena Condá. Aos 35’, Matheus Ribeiro recebeu dentro da área e finalizou forte, mas a bola pegou na rede, pelo lado de fora.
Aos 41’, a Chape marcou o gol que colocaria o time na frente, mas estava impedido. Perotti recebeu dentro da área e fez um golaço, mas o assistente levantou a bandeira e anulou o gol. Aos 48’, Bruno Silva sofreu pênalti para a Chape. Anselmo Ramon foi para a cobrança e marcou o gol do título.
Foto: Márcio Cunha | ACF

Últimos recados

Curta o nosso site!

Guardamos estatísticas de uso e utilizamos cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais em nossa política de uso.