Obs.: você está visualizando a versão para impressão desta página.
Voltar ao topo.Ver em Libras.
93,3 FMOuça ao vivo
Tocando agora:Daqui a pouco mais músicas na Oeste Capital!

Em Chapecó, Carlos Moisés assina ordens de serviço de obras do rio Chapecozinho e anuncia programa “Santa Catarina, Um Estado de Verdade”

« Mais recente🔀🛈Categoria:Economia
ImprimirReportar erroTags:projeto, bilhões, estado, programa, chapecozinho, rio e litros260 palavras4 min. para ler
Durante a passagem por Chapecó, o governador de Santa Catarina assinou os contratos da ordem de serviço, que autoriza o início da obra da macroadutora do Rio Chapecozinho e anunciou o programa "Santa Catarina, Um Estado de Verdade”, nesta quarta-feira (03).
Conforme o governo do Estado, o programa tem três eixos principais: planejamento hídrico, retomada economia e infraestrutura. Serão investidos R$ 1,7 bilhões no planejamento hídrico, R$ 2,3 bilhões retomada da economia e R$ 5,5 bilhões infraestrutura, que somam R$ 9,5 bilhões de investimentos no programa.
Além do anúncio do programa e a assinatura de obras no rio Chapecozinho, o governo do Estado anunciou melhorias para rodovias no Oeste do Estado e investimentos para um Centro de Inovação de Resgate e Saúde, que envolve o Corpo de Bombeiros e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).
Projeto de captação de água no rio Chapecozinho
O projeto de captação de água no Rio Chapecozinho, em Bom Jesus, começou a ser elaborado no início da década e foi concluído após a estiagem de 2012/2013. Foi lançado em 2015 mas suspenso após disputas judiciais. Foi concluído em 2018 mas ficou parado por dois anos pois não havia recursos.
O governo fará um aporte de R$ 65 milhões do Tesouro para o início do projeto, que consiste numa adutora de 57 quilômetros, de Bom Jesus até Chapecó. Também estão previstas uma Estação de Tratamento e dois reservatórios, um em Xanxerê, com capacidade para R$ 6 milhões de litros, e outro em Xaxim, com 3,6 milhões de litros. O projeto tem capacidade para 1,2 mil litros por segundo, podendo atender 450 mil pessoas.
Foto:Marina Fávero/ClicRDC

Últimos recados

Curta o nosso site!