Obs.: você está visualizando a versão para impressão desta página.
Voltar ao topoVer em Libras
93,3 FMOuça ao vivo
Tocando agora:Daqui a pouco mais músicas na Oeste Capital!

Secretaria da Saúde define quatro pilares para enfrentamento da Covid-19 em Santa Catarina

  1. Início
  2. BlogCentral de ajudaContatoEventosMapa do siteMural de recados
  3. Saúde
  4. Secretaria da Saúde define quatro pilares para enfrentamento da Covid-19 em Santa Catarina
Veja também
« Mais recente🔀🛈Categoria:Saúde
ImprimirReportar erroTags:covid, governo, são, ações, informou, vigilância e fiscalização370 palavras4 min. para ler
A Secretaria de Estado da Saúde (SES) instituiu, esta segunda-feira, quatro pilares para o enfrentamento da Covid-19 em Santa Catarina. A Manutenção das Estruturas de UTI Covid-19, as Campanhas Publicitárias, a Abordagem dos Pacientes na Atenção Primária da Rede SUS e a Fiscalização e Vigilância são as estruturas que foram implantadas para fortalecer o combate ao novo coronavírus.
De acordo com o Governo do Estado, no quesito de manutenção das estruturas de UTI Covid-19 em Santa Catarina, toda a estrutura de leitos passa por processo de habilitação e prorrogação até até 31 de dezembro de 2020, além da garantia de custeio por parte do Estado e dos municípios (portaria nº 1.666). Também, haverá manutenção dos pagamentos do teto máximo dos contratos das organizações sociais até 31 de dezembro de 2020 e do teto da Política Hospitalar Catarinense (PHC) até junho de 2021, conforme informou o Governo.
Outra medida que será reforçada são as campanhas educativas, que devem melhorar a forma de comunicar as informações sobre a pandemia com relação aos cenários, regramentos, vacinas, necessidade de consulta imediata após qualquer suspeita ou sintoma, por exemplo. Também serão envolvidos nas campanhas o setor privado, municípios, imprensa, Poder Legislativo e Judiciário.
Ainda conforme o Governo, em meio a abordagem dos pacientes na Atenção Primária da Rede SUS, são trabalhados neste momento o diagnóstico precoce e qualificado com estratificação gradativa e tratamento conforme necessidade e autonomia médica; o monitoramento dos doentes reforçando a importância da atenção primária, das parcerias público/privadas e uso de aplicativos; e a rastreabilidade de contatos para o controle da Covid-19.
Sobre a fiscalização e vigilância, o Governo informou que será reforçada a atuação do Centro de Operações de Emergência em Saúde (COES) da SES e do Grupo de Ações Coordenadas (GRAC) da Defesa Civil.  Os gestores públicos estaduais, municipais e privados serão corresponsáveis nas ações de vigilância e fiscalização. Além disso, as portarias, os decretos e as notas técnicas passam por reformulação para que aconteça uma uniformização das informações, que facilite o entendimento, informou a gestão estadual.
Dentro da questão de enfrentamento da Covid-19 também são elaboradas outras ações como o Plano de Contingências (Verão 2020/2021), o Planejamento Pós-Pandemia e a Estruturação da Oferta de Cirurgias Eletivas.
Foto: Divulgação / SES

Últimos recados

Curta o nosso site!

Guardamos estatísticas de uso e utilizamos cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais em nossa política de uso.