Obs.: você está visualizando a versão para impressão desta página.
AcessibilidadeVer em LibrasCursor grandePausar animações

Por qué no te callas#

🔀


Por ocasião da XVII Conferência Latino-Americana no final de 2007 em Santiago do Chile, Hugo Chávez, então Presidente da Venezuela, não parava de falar contra o Governo Americano, a ponto de irritar os presentes. Nessa ocasião, o Rei da Espanha Juan Carlos, presente no evento, disparou a frase: "Por qué no te callas.”

Nos últimos tempos, tenho ouvido o Presidente Lula atacar Israel a propósito da guerra contra o Hamas. Membro do Governo em uma conferência em Paris, afirmou, inclusive, que o que Israel está fazendo com os Palestinos é um genocídio. Esse fato gerou trocas de palavras entre diplomatas, incluindo atritos com órgãos de segurança dos dois países. O Embaixador de Israel no Brasil fez sérias críticas à postura do Brasil em relação à guerra e seus motivos, causando desconforto.

Me parece que não é prudente nem correto o Presidente Lula falar mal do governo de Israel acerca dos motivos e das consequências da guerra contra o Hamas. Pessoas esclarecidas sabem dos profundos laços de amizade e cooperação que Israel tem com nosso país. Inclusive, a ONU foi presidida pelo brasileiro Osvaldo Aranha quando foi criado o Estado de Israel.

Aliás, o Presidente deveria se voltar para a guerra civil em nosso país, com mais de cinquenta mil pessoas assassinadas todos os anos. Falta ao Presidente, ao nosso ver, cautela e bom senso, valores que devem nortear os chefes de estados civilizados e democráticos.

Outro fato que merece destaque foi Lula trazer o ditador Maduro da Venezuela numa cerimônia oficial com a presença de nove chefes de estado sul-americanos, enaltecendo suas qualidades de estadista e afirmando que o mesmo era vítima de narrativas dos Estados Unidos. Felizmente, na hora, os presidentes do Chile e do Uruguai contestaram de forma enfática tais afirmações, destacando que o mundo inteiro tinha conhecimento da triste realidade de violação dos direitos humanos e da miséria que vive o povo venezuelano. Muito mais o Brasil, que tem recebido milhares de venezuelanos fugidos da fome e da opressão de seu país.

Recentemente, Lula montou um palanque político para receber os palestinos repatriados da região de Gaza. A seu estilo, passou a teorizar sobre a guerra, fazendo levianas acusações, chegando a comparar os atos de defesa de Israel aos atos terroristas do Hamas. O Presidente Lula pode ter suas preferências por governos autoritários e por grupos terroristas. Pode ainda ter sua opinião particular sobre os estados soberanos e democráticos como Israel, mas precisa manter a liturgia do cargo, observar as regras diplomáticas e respeitar o governo de Israel, não se referindo a ele de forma grosseira e desrespeitosa. Tais fatos colocam o Brasil e o povo brasileiro em situação constrangedora. Neste contexto, se o Rei da Espanha Juan Carlos estivesse por aqui, com certeza diria a Lula: "Por qué no te callas!”

O post Por qué no te callas apareceu primeiro em ClicRDC.

Fonte:https://clicrdc.com.br/irio-grolli/por-que-no-te-callas/
Outras opções
ImprimirReportar erroTags:israel, lula, presidente, guerra, brasil, governo e estados477 palavras4 min. para ler

Compartilhar artigo:
CompartilharPin itPublicarRecomendar

Últimos recados#

Redes sociais#

+55 (49) 3361-3130Fale conosco agora