Voltar ao topo.Ver em Libras.
93,3 FMOuça ao vivo
Tocando agora: Daqui a pouco mais músicas na Oeste Capital!

Para Temer, posse de Moreira Franco como ministro é `apenas formalização`

« Mais recente🔀🛈Categoria:Geral
ImprimirReportar erroTags:ministro, presidente, moreira, temer, secretário, viagens, ministros e ppi305 palavras4 min. para ler

O presidente Michel Temer disse nesta sexta-feira (3), ao dar posse a Moreira Franco como ministro da Secretaria Geral da Presidência, que a iniciativa é "apenas uma formalização”. Na avaliação do presidente, o antes secretário do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) já atuava como um ministro na prática.Moreira Franco trabalha com Temer desde que o presidente assumiu o governo, em maio do ano passado. O agora ministro tinha cargo de secretário-executivo do Programa de Parceria para Investimentos (PPI). O presidente também deu posse nesta sexta a outros dois novos ministros: Antonio Imbassahy (Secretaria de Governo) e Luislinda Valois (Direitos Humanos).
Com o novo status, Moreira Franco, que é citado em delação no âmbito da Operação Lava Jato, passa a ter foro privilegiado. Assim, só pode ser investigado com autorização do Supremo Tribunal Federal (STF).
Segundo Temer, Moreira "sempre” foi chamado de ministro, mesmo quando era secretário-executivo.
"Hoje, digamos, se trata apenas de formalização, porque na realidade o Moreira já era ministro desde então. Agora ele vem, na verdade, acrescido de outras tantas tarefas”, afirmou Temer no discurso.
O presidente citou que em viagens internacionais da comitiva presidencial o novo ministro chegou a chefiar delegações com ministros de outras pastas.
"Interessante que ao longo do tempo, o Moreira sempre foi chamado de ministro embora fosse apenas tipo um secretário executivo. Eu via nas viagens internacionais que fizemos, ele até chefiava delegações de ministros que nos acompanharam e foram por conta própria a vários países para incentivar os investimentos que pudessem vir para o país", disse o presidente.
Michel Temer afirmou ainda que precisava estruturar "um pouco melhor” o Palácio do Planalto. Além de acumular as atribuições do PPI, a Secretaria Geral da Presidência ficará responsável pela administração interna do palácio, pelo cerimonial de eventos e pelas viagens presidenciais.

Fonte:/G1

Últimos recados

Curta o nosso site!