Voltar ao topo.Ver em Libras.
93,3 FMOuça ao vivo
Tocando agora: Daqui a pouco mais músicas na Oeste Capital!

POLÍCIA MILITAR RODOVIÁRIA ORIENTA SOBRE CUIDADOS AO PEGAR A ESTRADA NO FIM DE ANO

« Última» Primeira🛈
ImprimirReportar erroTags:caminho, falhas, estar, mal, sonolência, comer, leves e refeições1117 palavras17 min. para ler
POLÍCIA MILITAR RODOVIÁRIA ORIENTA SOBRE CUIDADOS AO PEGAR A ESTRADA NO FIM DE ANOVer imagem ampliada
Com as festas de fim de ano próximas, o movimento nas estradas aumenta. É o momento de muitas pessoas viajarem de carro para rever familiares e amigos. Mas antes de encarar uma rodovia, é fundamental conferir se os itens básicos de segurança estão em ordem. Conforme a Polícia Militar Rodoviária (PMRv), é necessário garantir que o carro esteja em boas condições, checar se os documentos do carro estão em dia e levar a gentileza para a estrada.

"É preciso ser muito cortês no trânsito para fazer os deslocamentos sempre em segurança, preservando a vida e a integridade física. Não ultrapassar em local proibido, não passar pelo lado direito nos congestionamentos, respeitar a sinalização, o limite de velocidade, e, por favor, nunca dirigir depois de ingerir bebida alcoólica”, alerta o comandante de Policiamento Militar Rodoviário, coronel José Evaldo Hoffmann Júnior.

A PMRv terá mais de 440 policiais cuidando das rodovias estaduais catarinenses nesse verão, especialmente nos acessos ao Litoral e nas estâncias hidrominerais do Oeste. Os patrulheiros estarão atentos, principalmente, às infrações mais comuns na estrada, como excesso de velocidade, ultrapassagem em local proibido e trânsito pelo acostamento.

"Essas são infrações costumeiras e que trazem um risco para quem trafega nas vias estaduais. Uma outra modalidade, que é o uso de smartphones na direção veicular, também tem causado um grande número de acidentes”, detalha o coronel Evaldo.

Em caso de acidente nas rodovias estaduais, a Polícia Militar Rodoviária pode ser acionada pelo 198. Se o acidente não tiver vítima, não é preciso aguardar a chegada da patrulha para retirar o veículo da via.

DICAS

Antes da viagem

Planejamento:Se você tem a opção de viajar em horários de menor movimento, eles são ideais para evitar evitar ficar horas em congestionamentos. Serviços online, como o Google Maps, ajudam a escolher os melhores horários. Outra opção é ligar para o posto da Polícia Militar Rodoviária e buscar informações. No site da PMRv, há um mapa com todos os postos e os respectivos contatos. 

Freios:Não tem desculpa. Economizar nos freios pode sair muito caro, e não só em termos financeiros. Pastilhas, lonas, discos e fluído do freio precisam ser verificados antes de sair de casa. Qualquer peça que esteja desgastada ou com algum problema deve ser trocada. 

Pneus: São os pneus que garantem a estabilidade dos carros nas rodovias. Certifique-se de que eles não estão carecas, inclusive o reserva (estepe). Passe em um posto de combustível para fazer a calibragem de acordo com o manual do proprietário. Verifique também o triângulo, macaco e chave de roda.

Documentos: A boa notícia é que não precisa mais sair com papelada. Dentro de Santa Catarina, você pode portar as versões digitais da Carteira Nacional de Habilitação e do documento do veículo. Basta procurar pelo aplicativo Carteira Digital de Trânsito e cadastrar seus documentos. Mantenha o celular com bateria carregada na hora de viajar. Se preferir as versões impressas, elas são válidas também.

Bateria:Você não vai querer ser a pessoa que causou filas enormes na rodovia porque o carro simplesmente morreu naquela subida sem acostamento. Antes de pegar a estrada, verifique o nível de carga da bateria. Se ela estiver descarregando rapidamente, é hora de trocar. 

Para-brisa:Verifique o estado das palhetas. Se a borracha estiver desgastada, sua visão poderá ficar prejudicada em caso de chuva. Troque-as antes de viajar.

Extintor: Extintor de incêndio não é mais obrigatório, mas você certamente não vai querer ficar sem na hora que as coisas esquentam. Em caso de incêndio, não abra totalmente o capô, porque as chamas podem causar ferimentos graves. Abra só o suficiente para poder usar o extintor. Ao mesmo tempo, já peça para alguém chamar o Corpo de Bombeiros Militar, no 193. Mas o bom mesmo é prevenir: manutenção em dia evita o superaquecimento e as falhas elétricas que causam incêndios.

Alimentação: Faça refeições leves. Comer demais antes ou durante a viagem pode provocar sonolência ou mal-estar. Não tome bebidas alcoólicas.

Sono: Não viaje com sono. Não tente remediar tomando jarras de café ou energético. Dois segundos de cochilo bastam para provocar um acidente. O ideal é viajar sempre descansado. Se o sono bater no meio da viagem, pare em um local seguro e tire uma soneca de meia hora.

Durante a viagem

Crianças: Antes de tudo, cuidado com as crianças. Elas devem viajar no banco de trás e, se tiverem menos de 10 anos, o uso de cadeirinhas ou assentos infantis é obrigatório. Se a viagem for longa, é sempre bom fazer paradas para descanso. Também vale brincar com os pequenos. Jogos eletrônicos e DVDs para quem está no banco de trás são permitidos. E que tal ver quem acha mais Kombis ou Fuscas na estrada?

Imprudência: Nenhuma outra causa de acidentes é tão significativa quanto a imprudência. O desrespeito à sinalização e às leis de trânsito provoca colisões, ferimentos e mortes. Dirija sempre com cuidado.

Distância e velocidade: Deixe o carro sempre a uma distância segura em relação ao veículo da frente. Manter uma velocidade compatível com o trânsito da rodovia também permite que o motorista enxergue a pista e consiga desviar de buracos sem precisar mudar bruscamente de trajetória. Respeite os limites de velocidade e ande de forma compatível com o trânsito. Mas lembre-se que andar devagar demais na faixa da esquerda pode ser perigoso

Neblina: Sempre acenda os faróis baixos nas rodovias e, se tiver, os faróis de neblina. Se a visibilidade estiver baixa, reduza a velocidade, procure um ponto de apoio visual, como as faixas centrais (amarelas) e as laterais (brancas). Se essas sinalizações não existirem, procure se guiar pelo acostamento. Se tiver que parar, escolha um local seguro, e não o acostamento.

Temporal: Em caso de chuva forte, redobre a atenção. Se tiver que passar por um trecho alagado, verifique a altura da água. Até metade da roda, você consegue ter condições mínimas de dirigibilidade. A partir daí, o veículo fica exposto a panes mecânicas. Se o carro aquaplanar, não pise no freio. Solte o acelerador e espere até sentir que as rodas voltaram a ter contato com o asfalto.

Ultrapassagem: A primeira coisa a se fazer antes de ultrapassar é verificar se nenhum veículo atrás ou à frente iniciou uma manobra de ultrapassagem. Se for este o caso, espere um momento mais oportuno. Também veja se na faixa contrária há espaço e tempo suficiente para que a manobra não coloque em risco quem vem no sentido oposto. Leve em consideração o comprimento e a velocidade do veículo que está ultrapassando e a velocidade de quem vem na direção contrária. Não ultrapasse em curvas e subidas de morro em que não é possível ver o caminho à frente.

Fonte:ClicRDC, Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Secom

Últimos recados

Curta o nosso site!