Obs.: você está visualizando a versão para impressão desta página.
Voltar ao topo.Ver em Libras.
93,3 FMOuça ao vivo
Tocando agora:Daqui a pouco mais músicas na Oeste Capital!

O Presidente da Chapecoense Maninho disse que vai processar o empresário pelas acusações

« Mais recente🔀🛈Categoria:Geral
ImprimirReportar erroTags:clube, disse, chapecoense, empresário, presidente, acusações e vai370 palavras5 min. para ler

A Chapecoense através do Presidente, Plínio David de Nês Filho, falou pela primeira vez sobre as declarações realizadas na manhã de sexta-feira (1), pelo empresário Rodolfo Forte Neto, onde ele disse que não havia recebido um valor em dinheiro do Clube, onde exercia a função de Diretor Internacional, desde Dezembro de 2016. Ainda questionou a integridade moral de Maninho.
O Presidente disse que vai processar o empresário pelas acusações "A documentação nossa é farta para desmenti-lo. Além de disso, vamos desmentir outros que procuram usar sistematicamente, a imagem da minha família e da minha pessoa”, afirmou Maninho.
Plínio disse ainda que "Esse cidadão que teve aqui, não é merecedor de crédito de nenhum cidadão descente de Chapecó, por que se trata muito devidamente de um falso empresário e, que, eu na realidade tive a assinatura imaginando que quando ele conseguisse, mas nunca conseguiu, ele receberia em razão dos recursos que ele tinha trazido para dentro [do Clube]”, disse o Presidente.
A defesa do clube disse que o deve aguardar os próximos passos "Primeiramente nós temos que aguarda a autoridade policial ou judiciaria no apresentar, formalmente, todas as acusações de maneira muito vazias e levianas, apresentadas nesta manhã, atingindo seu Plínio e também a Associação Chapecoense de Futebol”.
O advogado do clube afirmou ainda que a Chapecoense vai entrar com uma ação na esfera criminal e civil "Agora essa pessoa que apresentou essas acusações, obviamente vai ter que apresentar documentos. Nós temos plena convicção de que tudo o que foi aqui tratado e falado, é a mais pura verdade e, que o clube não tem qualquer problema em questão relacionado à transparência. Estamos abertos às investigações e vamos colaborar a tudo o que for possível. O clube está à disposição para esse tipo de informação”, explicou o advogado do Clube.
Durante a declaração, o empresário disse que a Chapecoense está negociando desde o início do ano um contrato de patrocínio com a empresa Qatar Airways‎. O valor seria de U$$ 21 milhões (cerca de R$ 65 milhões) por três anos, estampando a marca da empresa na camisa do Verdão.
O presidente da Chapecoense negou a informação "Não existe nada. Isso é fruto da imaginação dele”, finalizou.
Fonte e imagem: Willian Ricardo/ClicRDC

Últimos recados

Curta o nosso site!

Guardamos estatísticas de uso e utilizamos cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais em nossa política de uso.