Obs.: você está visualizando a versão para impressão desta página.
Voltar ao topoVer em Libras
93,3 FMOuça ao vivo
Tocando agora:Daqui a pouco mais músicas na Oeste Capital!

Hoje é Dia Mundial de Luta contra a Tuberculose#

« Mais recente🔀Categoria:Geral
ImprimirReportar erroTags:doença, tuberculose, tosse, pessoa, ser, são e espirro285 palavras3 min. para ler

Nesta sexta-feira dia 24 é o Dia Mundial de Luta contra a Tuberculose. Organizado todos os anos pela OMS – Organização Mundial da Saúde tem como objetivo conscientizar a população sobre a doença. Em 2017, o tema escolhido para a campanha é "Unidos Pelo Fim da TB”. A intenção é evitar que a falta de informação sobre a doença leve a um diagnóstico tardio, aumentando o risco de óbito. Atualmente, a Tuberculose ocasiona, em média, uma morte a cada 18 segundos. Em Chapecó, os 26 Centros de Saúda da Família organizaram programação especial durante a semana para orientar os pacientes sobre a doença, cuidados, dicas e tratamento.
De acordo com a enfermeira e coordenadora CETHH – Centro Especializado em Tuberculose, Hanseníase e Hepatites Virais, Adriana Weber, a Tuberculose é uma doença infectocontagiosa, que causa lesões principalmente nos pulmões. Sua transmissão ocorre por via respiratória, passando de uma pessoa para outra, por meio do contato com a saliva, pelas gotículas da tosse ou do espirro da pessoa contaminada. Os principais sintomas são fadiga, febre, perda de peso e tosse crônica (por mais de 15 dias) com catarro ou sangue. A doença pode ser transmitida por meio do contato com a saliva da pessoa infectada, pelas gotículas da tosse ou do espirro.

Segundo Adriana, apesar de a Tuberculose ser uma doença antiga, mas ainda está presente na atualidade. A melhor forma de reduzir a transmissão é identificar precocemente casos suspeitos e encaminhar os pacientes aos Centros de Saúde da Família, onde estão cadastrados, para realizar os exames e encaminhamentos necessários. Existem populações que são mais vulneráveis à Tuberculose, entre elas, as pessoas que vivem com HIV/AIDS, moradores de rua, população privada de liberdade e povos indígenas.
Fonte e imagem: Prefeitura de Chapecó

Últimos recados#

Curta o nosso site#

Este site usa cookies para melhorar a navegação.
Termos legais e privacidadeOpt-out