Obs.: você está visualizando a versão para impressão desta página.
Voltar ao topoVer em Libras
93,3 FMOuça ao vivo
Tocando agora:Daqui a pouco mais músicas na Oeste Capital!

GOLEIRO DA CHAPE FERE EX-NAMORADA COM UMA FACA, ROUBA CELULARES E DESTRÓI SALÃO EM MG#

« Mais recente🔀Categoria:Geral
ImprimirReportar erroTags:goleiro, foi, polícia, celular, ivan, soares e namorada543 palavras5 min. para ler

A polícia procura por um homem de 35 anos suspeito de ter ferido a ex-namorada em Espinosa e roubado os celulares dela e de um rapaz, usando uma faca. Gilsivan Soares da Silva suspeitava que os dois tivessem um relacionamento amoroso e tentou se certificar da relação através dos celulares do casal. Gilsivan é goleiro profissional da Associação Chapecoense de Futebol, de Santa Catarina, segundo a Polícia Militar. Ele usa o nome profissional de Ivan Soares, e estava na cidade porque tem família no Norte de Minas e tentava retomar a relação com a ex.O rapaz de 21 anos, que teve o celular roubado pelo goleiro, foi quem acionou a polícia. Ele relatou aos militares que passava pelo Bairro São Cristóvão quando foi surpreendido por Ivan Soares. Simulando ter uma arma no porta-luvas do carro que conduzia, o autor obrigou o rapaz a entregar o celular. Logo em seguida, a ex-namorada do goleiro também procurou a polícia.
A mulher, de 30 anos, disse que estava em um salão no mesmo bairro, na Rua Montes Claros, quando Ivan Soares entrou no local e pediu para falar com ela. Poucos minutos depois, ele solicitou que ela o entregasse o celular. A ex-namorada contou que foi forçada a entregar o aparelho com uma faca no pescoço. O goleiro saiu do salão com o celular, mas retornou quando percebeu que precisaria de uma senha para acessar as informações que desejava.
A vítima relatou que ela se recusou a digitar os números e os dois entraram em luta corporal; ele chegou a quebrar a mobília do estabelecimento. Quando conseguiu imobilizar a vítima novamente com a faca no pescoço, a mulher digitou a senha, mas ficou ferida quando a arma caiu com a ponta no dorso do pé dela. Segundo a PM, a ex-namorada do goleiro foi levada ao hospital de Espinosa e sofreu uma fratura na falange proximal do pé esquerdo.
A dona do salão também foi ouvida e relatou aos militares que a discussão começou repentinamente, e o autor visivelmente foi motivado por ciúmes. 
Pela manhã, durante apresentação do zagueiro Gum, o Presidente da Chapecoense, Plínio David de Nês, se pronunciou sobre a situação. "Infelizmente temos que responder a pergunta em um momento que estamos recebendo um atleta que é símbolo do futebol brasileiro e nos deparamos com uma situação que não esperávamos. Entretanto, a diretoria não vai se manifestar até os fatos serem esclarecidos, verem a veracidade dos fatos que constam na reportagem para depois nos manifestarmos”, disse Maninho.
O goleiro foi liberado dos treinamentos no último sábado para "resolver problemas particulares”. A diretoria verde e branca esperava o retorno do jogador na terça-feira (12), o que não aconteceu. De acordo com informações do Globoesporte.com, o goleiro está no Aeroporto de Viracopos, aguardando o voo de volta para Chapecó.
Conforme apuração do Portal Clic RDC, a diretoria aguarda as informações oficiais da Polícia Militar de Minas Gerais para tomar qualquer decisão em relação ao vínculo contratual do goleiro, que vai até dezembro deste ano. O Verdão também ouvirá Ivan, ainda nesta quinta-feira, logo após o seu retorno. Nos bastidores, o clima é de muita chateação por parte dos dirigentes. Caso os fatos forem confirmadas, o jogador deverá deixar a Chapecoense.

Últimos recados#

Curta o nosso site#

Este site usa cookies para melhorar a navegação.
Termos legais e privacidadeOpt-out