Voltar ao topo.
93,3 FMOuça ao vivo
Tocando agora: Daqui a pouco mais músicas na Oeste Capital!

Encontro de Chapecó discute formas de combater mosquito Aedes aegypti

« Anterior« Última» Próxima» Primeira
ImprimirReportar erroTags:prefeitos, nessas, tiveram, volume, baixo, unidade, ubv e veneno297 palavras4 min. para ler
Encontro de Chapecó discute formas de combater mosquito Aedes aegyptiVer imagem ampliada
Prefeitos, secretários municipais da saúde, Ministério Público, Corpo de Bombeiros Militar, Defesa Civil e profissionais da saúde participaram em Chapecó nesta sexta feira (04) de um encontro com o objetivo de somar forças, chamar todos a responsabilidade e fazer ações integradas para efetivamente combater o mosquito causados da Dengue, Zika e Chicunkunya.

 

O encontro também serviu para sensibilizar os dirigentes quanto a situação das doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti na região e pedir ainda mais apoio das ações e atividades que estão sendo realizadas. O trabalho no Oeste, região mais afetada em Santa Catarina, deve ser constante, onde o Estado esta presente diariamente nos municípios com apoio e amparo as ações realizadas. Entretanto, constatou-se no encontro, ainda há muito trabalho para fazer, e somente com o apoio e dedicação de todos, será possível alcançar os objetivos previstos. 

 

Ações de combate estão sendo realizadas pelo Estado nessas regiões e municípios, a exemplo de Chapecó como destacou o Prefeito Luciano Buligon, com destaque para a aplicação de veneno com UBV – Unidade de baixo volume - nas regiões que tiveram casos confirmados das doenças, além da implantação de 15 Salas de Situação, que realizam encontros periódicos e ações de combate e prevenção e também o apoio técnico dos profissionais do Estado, para auxiliar nas atividades e ações. 

 

O coordenador da DIVE – Divisão de Vigilância Epidemiológica, Fabio Gaudensi, disse que em Santa Catarina há 102 municípios com focos do mosquito Aedes aegypti. Dessas cidades, 30 estão infestadas e 23 delas estão localizadas no Oeste. Há dezenas de casos já confirmados e diariamente aparecem mais pessoas com dengue e agora com as outras doenças zika e chicunkunya. Pinhalzinho, Chapecó e agora Bom Jesus estão vivendo uma epidemia de dengue e os cuidados estão redobrados na região. 96% dos casos de dengue em SC estão na região Oeste. 

Fonte:Prefeitura de Chapecó
Compartilhar página nas rede sociais:
CompartilharCompartilharTweetarCompartilharPin it

Últimos recados

Curta o nosso site!