Voltar ao topo.Ver em Libras.
93,3 FMOuça ao vivo
Tocando agora: Daqui a pouco mais músicas na Oeste Capital!

DEPOIS DE 30 ANOS, MÃE E FILHO SE REENCONTRAM EM CHAPECÓ

« Mais recente🔀🛈Categoria:Geral
ImprimirReportar erroTags:saúde, falecido, mesmo, pois, emocionante, contam, ajudaram e amigos253 palavras3 min. para ler

O dia das mães teve um significado especial para uma mãe de Chapecó. Dona Dila, de 83 anos, moradora do bairro Vila Real, não tinha contato com o filho há mais de 30 anos. Eles se reencontraram neste sábado (11). Antes do encontro, Lauri Montiel, (filho) de 50 anos, conversou com a reportagem do ClicRDC. Emocionado e ansioso, ele contou que perdeu o contato com a mãe quando ainda era criança. "Eu me criei em Chapecó. Sai do município com aproximadamente 12 anos. Casei e visitava minha mãe a cada dois anos. Mas, por conta de alguns problemas familiares, acabamos se afastando”, lembrou. 
Lauri afirma que foi através das irmãs que conseguiu contato com a mãe. "Minhas irmãs vieram de Porto Alegre e me contaram que a minha mãe ainda é viva. Eu achava que ela já teria falecido”, disse. "Fazem praticamente 30 anos que não vejo ela”. 
Ainda longe, dias antes, mãe e filho se viram através de uma videochamada. Amigos que ajudaram no reencontro contam que foi emocionante, pois, mesmo tendo deficiência na fala, a idosa expressou através de sinais que reconheceu o filho. 
No caminho para reencontrar a mãe, Lauri comprou flores e levou para ela, que não sabia do encontro. "Eu soube que ela está viva e vim vê-la, pelo carinho e admiração que tenho pela minha mãe. Se ela precisar de mim eu vou cuidar dela”, disse. 
Emocionado, Lauri contou que não há palavras para descrever o reencontro com a mãe. "O importante é ver ela com saúde”.

Fonte:/reprodução

Últimos recados

Curta o nosso site!