Obs.: você está visualizando a versão para impressão desta página.
AcessibilidadeVer em LibrasCursor grandePausar animações

Com redução na área plantada com milho, colheita deve ser menor em 2024#

🔀


A StoneX, referência no mercado de análise e projeções agrícolas, anunciou uma nova revisão para baixo em suas estimativas de produção de milho para a safra 2023/24 no Brasil. A expectativa da primeira safra de milho, que já vinha sofrendo cortes consecutivos nos últimos quatro meses, foi novamente reduzida, agora alcançando 26,45 milhões de toneladas, uma queda de 1,2% em relação à estimativa anterior de 26,8 milhões de toneladas.

De acordo com Globo Rural, João Pedro Lopes, analista de inteligência de mercado da StoneX, disse que o fator determinante para essa redução é a migração dos produtores para outras culturas, especialmente na região Norte/Nordeste do país. Essa tendência de mudança tem ganhado força e está impactando diretamente na área plantada de milho.

Cortes nas áreas de cultivo nos estados do Tocantins, Piauí e Bahia contribuíram para uma diminuição na área total da primeira safra, que passou de 3,76 milhões de hectares para 3,68 milhões de hectares.

Além disso, a StoneX também reduziu suas projeções para a safra de inverno 2023/24 de milho, estimando agora uma colheita de 97,3 milhões de toneladas, o que representa uma diminuição de 1,6% em relação ao relatório anterior. Novamente, a área plantada é um fator determinante, sendo revisada de 17,7 milhões de hectares para 17,5 milhões de hectares.

O clima adverso que afetou várias regiões produtoras nos últimos meses também contribuiu para essa redução, prejudicando o ritmo de plantio da soja e gerando preocupações sobre a possibilidade de uma parte significativa da safrinha de milho ser plantada fora da janela ideal, o que aumentaria o risco da safra e poderia desestimular a semeadura do cereal.

Considerando as estimativas para as primeiras e segundas safras de 2023/24 e repetindo os números da terceira safra de 2022/23, a produção total de milho no Brasil está agora projetada em 126,02 milhões de toneladas, cerca de 2 milhões de toneladas a menos do que o divulgado no mês anterior.

Do lado da demanda, devido à menor oferta brasileira, a StoneX reduziu suas estimativas de exportações de milho para 2023/24 em 1 milhão de toneladas, agora projetando 45 milhões de toneladas. Como resultado das revisões nas projeções de oferta e demanda, os estoques finais da safra 2023/24 também foram reduzidos em aproximadamente 1 milhão de toneladas, chegando a 13,5 milhões de toneladas.

Essas revisões nas estimativas de produção e exportação de milho para a safra 2023/24 destacam a importância de acompanhar de perto as mudanças nas práticas agrícolas e os desafios climáticos que afetam a produção de alimentos no Brasil, um dos principais players globais na produção de grãos.

Cotações:

⦁ Dólar: R$ 4,90
⦁ Saca da soja 60kg: R$ 140,90
⦁ Saca de feijão carioca 60kg: R$ 215,22
⦁ Saca de feijão preto 60kg: R$ 280,34
⦁ Saca de milho 60kg: R$ 60,74
⦁ Arroba do boi: R$ 235,60
⦁ Litro do leite: R$ 1,92

O post Com redução na área plantada com milho, colheita deve ser menor em 2024 apareceu primeiro em ClicRDC.

Fonte:https://clicrdc.com.br/clicagro/com-reducao-na-area-plantada-com-milho-colheita-deve-ser-menor-em-2024/
Outras opções
ImprimirReportar erroTags:milhões, milho, toneladas, safra, produção, 60kg e saca459 palavras5 min. para ler

Compartilhar artigo:
CompartilharPin itPublicarRecomendar

Últimos recados#

Redes sociais#

+55 (49) 3361-3130Fale conosco agora