Obs.: você está visualizando a versão para impressão desta página.
Voltar ao topoVer em Libras
93,3 FMOuça ao vivo
Tocando agora:Daqui a pouco mais músicas na Oeste Capital!

CASO DE VIOLÊNCIA SEXUAL CONTRA MENINO É INVESTIGADO EM CHAPECÓ#

« Mais recente🔀Categoria:Geral
ImprimirReportar erroTags:foi, delegado, polícia, criança, suspeito, policiais e flagrante318 palavras3 min. para ler
Um caso de violência sexual contra um menino de 11 anos é investigado pela Polícia Civil. Um suspeito do crime, um homem de 24 anos, chegou a ser conduzido à Central de Plantão Policial (CPP) pela Polícia Militar, mas foi liberado devido a falta de elementos suficientes para realizar a prisão em flagrante do suspeito. O caso aconteceu nesta segunda-feira (21), no bairro Belvedere, em Chapecó (SC).
De acordo com a Polícia Militar, a guarnição foi acionada para atender a ocorrência no início da manhã, por volta das 7h40. Os policiais informaram que após colher informações no local, conduziram o rapaz- suspeito de ter violentado a criança – até a delegacia. Já o menino foi encaminhado pela ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital da Criança para receber atendimento médico.
Conforme o delegado que atendeu o caso, Maiko Frank Vivi chegou ao conhecimento da Polícia Civil a informação de que a mãe havia relatado aos policiais militares que a criança foi abusada e isso teria acontecido ainda na madrugada. No entanto, a polícia somente foi acionada ao amanhecer. Segundo o delegado, a mulher – no relato aos policiais – não soube precisar quando aconteceu a violência e também não presenciou o crime.
O delegado ainda explicou que a questão da prisão em flagrante do suspeito também estaria prejudicada, pois ele não tinha elementos suficientes para realizar a prisão do rapaz. Ainda segundo o delegado, os envolvidos teriam passado a noite ingerindo bebida e cocaína.
"Ficou uma situação bem confusa, que vai precisar de instrução, como eu não tinha confiabilidade das informações – e a questão temporal também prejudicava – eu não tive como prender em flagrante o cidadão que foi conduzido. Mas vai ser instaurado um Inquérito Policial, para aprofundar as investigações. Foi acionado também o Conselho Tutelar. A criança irá passar por exames para verificar se existe algum ato de lesão sexual ou algo do gênero”, explicou o delegado.

Últimos recados#

Curta o nosso site#

Este site usa cookies para melhorar a navegação.
Termos legais e privacidadeOpt-out