Voltar ao topo.
93,3 FMOuça ao vivo
Tocando agora: Daqui a pouco mais músicas na Oeste Capital!

Após disco saudosista de 2014, U2 volta aos discursos sobre refugiados, amor e futuro do planeta

« Anterior« Última» Próxima» Primeira
ImprimirReportar erroTags:corbijn, apostava, antigos, fãs, caminho, contrário, innocence e anterior242 palavras3 min. para ler
Após disco saudosista de 2014, U2 volta aos discursos sobre refugiados, amor e futuro do planetaVer imagem ampliada
"Songs of experience" tem aquele Bono que a gente conhece: discorrendo sobre grandes questões da humanidade. O U2 ainda quer salvar o mundo. Mas, além dos discursos, o som da banda deixa uma pergunta: o mundo ainda quer ser salvo pelo U2? A banda não foge do seu velho rock para estádios, mas dá um tapa na produção para tentar se manter atual.


Tem Auto-Tune à la Kanye West ("Love Is All We Have Left"), colagem com efeitos vocais à la Skrillex/Justin Bieber ("Love Is Bigger Than Anything in Its Way"), rock para pista de dança à la The Killers ("The Blackout"). De convidado, tem Kendrick Lamar em duas faixas ("Get Out of Your Own Way" e "American Soul"). Mas são elementos pontuais, para atrair o público geral sem espantar os antigos fãs. É o caminho contrário de "Songs of innocence" (2014), disco anterior que apostava no saudosismo. Enquanto aquele era o disco "da infância", este 14º álbum é sobre "maturidade".


"You`re the Best Thing About Me" você já ouve na Oeste capital FM. O primeiro single do disco é o que se espera do U2 dos anos 2000. E também dos produtores Ryan Tedder, Steve Lillywhite e Jacknife Lee: um rock com cara de alternativo que na verdade não é tão alternativo assim. Nessa, Bono faz uma declaração de amor mais elegante: "Quando você é tão bonita / A dor no seu rosto não aparece".


Fonte: G1


Foto: Divulgação / Anton Corbijn


 


 

Fonte:G1
Compartilhar página nas rede sociais:
CompartilharCompartilharTweetarCompartilharPin it

Últimos recados

Curta o nosso site!