Voltar ao topo.

Voltar
« »
ImprimirTags:afp, autoridades, corte, tenha, começaram, confrontos, presidente e pontos183 palavras3 min. para ler
Manifestação deixa mais de 40 feridos na Venezuela
O presidente da Assembleia Nacional (AN, parlamento) da Venezuela, o opositor Julio Borges, disse na terça-feira que a manifestação realizada em Caracas contra o Tribunal Superior de Justiça (TSJ) terminou com 42 feridos, um deles baleado, além de “vários detidos“.

“Um homem de 39 anos foi ferido por arma de fogo, uma jovem que foi atropelada pela Guarda Nacional está com traumatismo em diferentes partes do corpo, oito pessoas com fraturas e mais de 32 feridos com contusões e pontos“, disse Borges. Os confrontos começaram depois que as autoridades da Venezuela fecharam estações de metrô, interditaram uma praça central e montaram postos de verificação adicionais em Caracas antes de uma manifestação contra o governo socialista de Maduro. 

As tensões se elevaram depois que o Tribunal Supremo de Justiça (TSJ) pró-Maduro anulou as funções do Congresso, dominado pela oposição, na semana passada. Embora a corte tenha voltado atrás na medida no fim de semana, a Assembleia Nacional continua impotente devido a veredictos anteriores do judiciário. A pressão internacional contra Maduro aumentou, e os protestos desarticulados dos opositores foram retomados.

Fonte G1

Foto: Juan Barreto / AFP

G1