Voltar ao topo.
Oeste Capital 93.3 FM
93,3 FMOuça ao vivo
Tocando agora: Daqui a pouco mais músicas na Oeste Capital!

Suposto ataque com arma química deixou mais de 50 mortos na Síria

« Anterior« Última» Próxima» Primeira
ImprimirReportar erroTags:utiliza, ataques, atribuiu, onu, liderada, investigação, recorrentes e armamento201 palavras3 min. para ler
Suposto ataque com arma química deixou mais de 50 mortos na SíriaVer imagem ampliada
Um bombardeio aéreo que liberou “gás tóxico“ na província de Idlib, norte da Síria, matou 58 pessoas, entre elas nove crianças, nesta terça-feira (4), de acordo com o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH). Cerca de 200 pessoas ficaram feridas. De acordo com a ONG, que não sabe que tipo de gás foi liberado, os civis morreram por asfixia em Khan Sheikhun. Dezenas apresentaram problemas respiratórios, vômitos e demaios. O ministro da Defesa russo negou ter feito o ataque. 

A chefe da diplomacia europeia culpou o regime sírio pela ação. O governo sírio negou em muitas oportunidades o uso de armas químicas em uma guerra que já provocou mais de 320.000 mortes desde março de 2011. Mas as alegações de que Damasco utiliza este tipo de armamento são recorrentes e uma investigação liderada pela ONU atribuiu ao regime pelo menos três ataques com gás cloro em 2014 e 2015. A Síria ratificou a Convenção sobre a Proibição de Armas Químicas em 2013. O OSDH, que tem sede na Grã-Bretanha e conta com uma ampla rede de fontes na Síria, não soube informar se os bombardeios foram executados por aviões das Forças Armadas sírias ou russos, aliados do regime de Damasco.

Fonte: G1

Foto: Mohamed al-Bakour / AF

Fonte:G1
Compartilhar página nas rede sociais:
CompartilharCompartilharTweetarCompartilharPin it

Últimos recados

Curta o nosso site!