Obs.: a página impressa não é necessariamente idêntica à página exibida na tela.
Voltar ao topo.
Oeste Capital 93.3 FM
93,3 FMOuça ao vivo
Tocando agora: Daqui a pouco mais músicas na Oeste Capital!

Polícia esclarece atropelamento de menino de 7 anos em Xanxerê

AnteriorPróximo
« Anterior« Última» Próxima» Primeira
ImprimirReportar erroTags:fato, encaminhado, conduziam, possuir, carteira, nacional, habilitação e apuramos528 palavras8 min. para ler
Polícia esclarece atropelamento de menino de 7 anos em XanxerêVer imagem ampliada
A Polícia Civil deu detalhes, na manhã de quinta-feira (17), sobre as investigações do acidente que feriu com gravidade o menino Luiz Augusto Mattama Scheibel, de sete anos, quando atravessava a rua na faixa de pedestres para ir ao Colégio La Salle, no início da tarde da última terça-feira (15), em Xanxerê.

Segundo a reportagem do site Tudo Sobre Xanxerê, relatos de testemunhas, denúncias anônimas e também as imagens do sistema de segurança foram fundamentais para identificar as duas motos, um Honda Biz e uma CG Titan, ambas de cor preta e emplacas em Xanxerê. Elas eram conduzidas por dois adolescentes de 17 anos. Os dois confessaram participação no atropelamento e vão responder por ato infracional.

O delegado Adilson Bressan comenta que o caso está esclarecido, não restando dúvidas sobre a autoria do acidente. Além disso, através de depoimentos de testemunhas, confirmou que os menores faziam um racha na Rua Marciano Leite de Almeida, circulando pelo local em alta velocidade.

“Desde a tarde de terça-feira, quando ficamos sabendo do caso, toda a tarde de ontem [quarta] ficamos colhendo imagens, ouvimos algumas testemunhas e informantes. Juntando todas essas informações nós conseguimos identificar os dois condutores e as duas motocicletas na tarde de ontem [quarta], no Bairro Matinho”, explica Bressan.

Os adolescentes conduziam as motos sem possuir Carteira Nacional de Habilitação. 

“Pelo que nós apuramos até o momento e pelo que falaram os adolescentes, a motoneta (Biz) preta atropelou a criança e a outra, a CG, passou por cima. O adolescente que conduzia a motoneta Biz confirma que bateu na criança. Mas o outro adolescente que conduzia a CG diz que não passou por cima da criança, diz que conseguiu desviar”, relata o delegado.

O condutor da Biz disse que teria batido na criança, onde o guidão atingiu a parte da cabeça. “A perícia vai ser fundamental para confirmar ou não se a moto passou por cima da criança” - diz Bressan.

O delegado explica ainda que os adolescentes se encontraram no dia do acidente, por volta das 12h40, na casa de um deles e usaram maconha antes de pilotarem as motos. Testemunhas confirmaram que os motociclistas circulavam pela via em alta velocidade, levantando a suspeita de que faziam um racha.

“As testemunhas que ouvimos confirmam que eles já vinham desde o início da Rua Marciano Leite de Almeida em alta velocidade e competindo. Nós temos três testemunhas que confirmam que eles vinham a no mínimo em 80 km/h. O piloto da Biz não parou em nenhum momento, já o motorista da CG para, foi até o local, permanece por certo tempo e depois vai embora”.

Os dois vão responder a um ato infracional e estão em liberdade. De acordo com o delegado, o inquérito será encaminhado ao Ministério Público, para que o Promotor de Justiça analise a situação. Eles podem receber uma medida de internação provisória. Os pais dos menores serão ouvidos pela Polícia Civil e, em seguida, verificar suas responsabilizações.

“Vamos apurar se houve negligência dos pais, se permitiram a eles a condução dessas motocicletas, ou não, para verificar as responsabilidades”, finaliza o delegado.

Um dos envolvidos no atropelamento tem passagem pela polícia, por perturbação e vias de fato.

Fonte:Tudo Sobre Xanxerê | Foto: Carol Debiasi
Compartilhar página nas rede sociais:
CompartilharCompartilharTweetarCompartilharPin it

Últimos recados

AnteriorPróximo

Curta o nosso site!

AnteriorPróximo