Obs.: a página impressa não é necessariamente idêntica à página exibida na tela.
Item adicionado ao pedido! E agora?
Permanecer na página atualIr para a tela de finalização do pedido
Voltar ao topo.
93,3 FMOuça ao vivo
Tocando agora: Daqui a pouco mais músicas na Oeste Capital!

Polícia Federal cumpre mandados de busca e apreensão em Chapecó e Paial

AnteriorPróximo
« Última» Primeira
ImprimirReportar erroTags:antunes, receptação, residências, armazenavam, fornecedores, recebiam, elas e identificou245 palavras3 min. para ler
Polícia Federal cumpre mandados de busca e apreensão em Chapecó e PaialVer imagem ampliada
A Polícia Federal cumpriu cinco mandados de busca e apreensão na manhã desta quinta-feira (22), sendo quatro em Chapecó/SC e um em Paial/SC. A operação iniciou por volta das 7h da manhã e se encerrou às 10h. De acordo com o delegado chefe da Delegacia da Polícia Federal de Chapecó, Sandro Bernardi, a investigação apura o contrabando de cigarro na cidade na capital do Oeste. “Nós investigamos algumas pessoas que se encarregavam em distribuir cigarros, para os revendedores aqui da cidade”, destacou o Bernardi.
Durante a ação da PF, os agentes localizaram algumas caixas de cigarro, cinco armas irregulares, sendo espingardas e revólver, além de munições intactas e deflagradas. Duas pessoas foram conduzidas à Delegacia da Polícia Federal, por posse ilegal de arma de fogo e por receptação, pois, segundo o delegado, uma das armas era roubada. “O que se identificou foi que elas recebiam de fornecedores e armazenavam em suas residências ou próximas e distribuíam para vendedores da cidade e da região”, disse o delegado.
Bernardi explicou ainda que as pessoas conduzidas já possuíam histórico de envolvimento em outras ações. “Já havia indícios que essas pessoas eram envolvidas com o contrabando de cigarro, inclusive ao longo da investigação foram realizadas outras apreensões de cigarro, pois essas pessoas entregavam para os vendedores da região”, explicou o delegado da Polícia Federal.
Foi lavrado um flagrante em relação à prisão dos suspeitos. O caso segue sendo investigado pela Polícia Federal.
Fonte: ClicRDC
Diego Antunes/ClicRDC

Fonte:ClicRDC
Compartilhar página nas rede sociais:
CompartilharCompartilharTweetarCompartilharPin it

Últimos recados

AnteriorPróximo

Curta o nosso site!

AnteriorPróximo