Obs.: a página impressa não é necessariamente idêntica à página exibida na tela.
Voltar ao topo.
Oeste Capital 93.3 FM
93,3 FMOuça ao vivo
Tocando agora: Daqui a pouco mais músicas na Oeste Capital!

Mãe de Isabella Nardoni lembra os dez anos da morte da filha: “Aprendi a lidar com a dor”

AnteriorPróximo
« Anterior« Última» Próxima» Primeira
ImprimirReportar erroTags:fernandes, anna, acidental, homicídio, apontou, nardoni, ex e marido329 palavras4 min. para ler
Mãe de Isabella Nardoni lembra os dez anos da morte da filha: “Aprendi a lidar com a dor”Ver imagem ampliada
Dez anos depois da morte de Isabella, Ana Carolina conta como reconstruiu a vida após o crime que chocou o país. E como vai fazer para explicar ao novo filho a história da irmã - que teria hoje 15 anos. A menina Isabella morreu na noite de 29 de março de 2008. Tinha cinco anos de idade. O pai e a madrasta foram presos acusados de jogar a menina pela janela do apartamento do prédio onde moravam na Zona Norte de São Paulo. O que faz com que um crime ocorrido há dez anos ainda desperte o interesse público? “Eu acho que foi a maneira cruel como tudo aconteceu”, responde ao G1 Ana Carolina Oliveira sobre o assassinato da filha.
Carol, como prefere ser chamada, contou emocionada o que tem feito para reconstruir sua vida. Está com 33 anos, casou-se com o administrador Vinicius Francomano, de 31, e teve o Miguel, seu segundo filho. No dia-a-dia, ela fala para o menino sobre a Isabella, a irmã que aparece nas fotos. Segundo a polícia, Isabella caiu do sexto andar do apartamento onde moravam o pai e a madrasta, no Edifício London.
Para a investigação, porém, não foi uma queda acidental, mas sim um homicídio. Ela apontou Alexandre Nardoni, ex-marido de Oliveira, e Anna Carolina Jatobá, a atual mulher dele, como os assassinos. De acordo com o Ministério Público (MP), eles agrediram Isabella, e achando que ela estivesse morta, decidiram se livrar da criança, cortando a tela de proteção e a lançando do sexto andar do apartamento.
Isabella ainda respirava quando foi socorrida no solo, mas não resistiu e morreu.
casal sempre negou a acusação, mas foi condenado na Justiça pelo crime em 2010. Alexandre recebeu pena de 30 anos, 2 meses e 20 dias de prisão em Tremembé, interior do estado. Jatobá, 26 anos e 8 meses, mas recentemente deixou o presídio para a saída temporária de Páscoa. A defesa do casal pediu ao Supremo Tribunal Federal a redução da pena.
Fonte: G1
Foto: Sérgio Fernandes/G1
 
 

Fonte:G1
Compartilhar página nas rede sociais:
CompartilharCompartilharTweetarCompartilharPin it

Últimos recados

AnteriorPróximo

Curta o nosso site!

AnteriorPróximo