Obs.: a página impressa não é necessariamente idêntica à página exibida na tela.
Item adicionado ao pedido! E agora?
Permanecer na página atualIr para a tela de finalização do pedido
Voltar ao topo.
93,3 FMOuça ao vivo
Tocando agora: Daqui a pouco mais músicas na Oeste Capital!

Duplo ataque a bomba mata 25 no Afeganistão; 6 são jornalistas

AnteriorPróximo
« Última» Primeira
ImprimirReportar erroTags:vida, deixa, mulher, filhos, apenas, semanas, outros e seguiu306 palavras4 min. para ler
Duplo ataque a bomba mata 25 no Afeganistão; 6 são jornalistasVer imagem ampliada
Ao menos 25 pessoas, incluindo seis jornalistas e quatro policiais, morreram em dois atentados suicidas nesta segunda-feira (30) em Cabul, no Afeganistão, segundo a agência France Press (AFP). Não há informações detalhadas sobre as vítimas, mas a BBC informou que um de seus jornalistas morreu no Afeganistão. O ministério do Interior divulgou ainda que 49 ficaram feridos no ataque, que foi reinvindicado pelo grupo extremista Estado Islâmico (EI). Houve uma primeira explosão pouco antes das 8h locais em uma área próxima à sede do Serviço de Inteligência Afegão (NDS).
“Um homem-bomba que circulava em uma motocicleta detonou seus explosivos diante de um curso de inglês na área de Shash Darak“, afirmou o chefe de polícia de Cabul, Hashmat Stanikzai. Jornalistas seguiram para o local do atentado, onde cerca de 30 minutos depois houve outra explosão. De acordo com uma fonte das forças de segurança, o segundo homem-bomba estava disfarçado de repórter.
Shah Marai, diretor do departamento de fotografia da agência da AFP em Cabul, que seguiu para o local da primeira explosão, morreu na segunda detonação. Ele deixa mulher e seis filhos - o mais novo com apenas semanas de vida.
Outros cinco jornalistas que também morreram trabalhavam para meios de imprensa afegãos, como Mashal TV, 1TV, Radio Azadi e Tolo News, que em 2016 foi alvo de um atentado que deixou sete mortos e também foi reivindicado pelos talibãs. Cabul se tornou, de acordo com a ONU, o local mais perigoso do Afeganistão para os civis com o aumento dos atentados, geralmente cometidos por homens-bomba e reivindicados pelos talibãs ou o grupo extremista EI. Pelo menos 11 crianças morreram e outras 17 pessoas ficaram feridas, entre elas cinco soldados romenos da Otan, em outro ataque suicida nesta segunda-feira contra um comboio das forças aliadas na província de Kandahar, no sul do Afeganistão.
Fonte: G1
Foto: REUTERS/Omar Sobhani
 
 
 

Fonte:G1
Compartilhar página nas rede sociais:
CompartilharCompartilharTweetarCompartilharPin it

Últimos recados

AnteriorPróximo

Curta o nosso site!

AnteriorPróximo