Atenção!A página impressa é diferente da página exibida na tela do computador.
Feito!
Erro!
93,3 FMOuça ao vivo
Tocando agora: Daqui a pouco mais músicas na Oeste Capital!

Caminhoneiro será julgado em outubro pelas 16 mortes em acidente em Descanso

VoltarVeja também
« Última» Primeira
ImprimirReportar erroTags:quais, ação, penal, problema, freios, excesso, carga e estava332 palavras5 min. para ler
Caminhoneiro será julgado em outubro pelas 16 mortes em acidente em Descanso
Ver imagem ampliada
Está marcada para o dia 28 de outubro a sessão do Tribunal do Júri que julgará o caminhoneiro Rosinei Ferrari, responsável pelo acidente que causou a morte de 16 pessoas e lesões em outras 41 em Descanso, no ano de 2007. Entre as vítimas estavam bombeiros, policiais e pessoas que auxiliavam no resgate de outro acidente que aconteceu antes, no mesmo local.

A sessão do Tribunal do Júri, que inicia às 8h, será realizada na Comarca de Chapecó e presidida pelo Juiz de Direito Jeferson Osvaldo Vieira. Na acusação atuará o Promotor de Justiça Moacir José Dal Magro, sendo que a defesa do acusado será realizada pela Defensoria Pública do Estado.

O crime aconteceu em outubro de 2007 na BR 282, na altura do município de Descanso. O trânsito na rodovia havia sido interrompido para o atendimento a um grave acidente envolvendo um ônibus e dois caminhões. Rosinei Ferrari dirigia um caminhão da empresa Turatto & Turatto Ltda, no sentido São Miguel do Oeste para Maravilha, quando passou a receber sinal de luz pelos carros que vinham em sentido contrário, avisando da existência de acidente na pista.

Segundo o Ministério Público, de acordo com a ação penal, em razão do problema de freios e do excesso de carga do caminhão, dos quais estava ciente, o motorista não conseguiu parar na sua pista de rolagem, seguindo em alta velocidade na pista em sentido contrário. Rosinei chegou com o caminhão desgovernado ao local do acidente e colheu automóveis e pessoas que se encontravam na pista, ocasionando a morte de 16 delas e lesões corporais leves, graves e gravíssimas em outras 41 pessoas.

No despacho que designou a data do julgamento, o Juiz aumentou o tempo de debates para acusação e defesa, em razão da complexidade das provas, e determinou a reserva de hotel para eventual pernoite dos jurados, diante da possibilidade de que a sessão possa se estender por dois dias. O proprietário do caminhão, Gilmar Turatto, também foi denunciado pelo crime e será julgado em sessão com data ainda a ser marcada.

Fonte:Ministério Público de SC
Compartilhar página nas rede sociais:
CompartilharCompartilharTweetarCompartilharPin it

Últimos recados

Curta o nosso site!