Atenção!A página impressa é diferente da página exibida na tela do computador.
Feito!
Erro!
93,3 FMOuça ao vivo
Tocando agora: Daqui a pouco mais músicas na Oeste Capital!

A maior apreensão de armas da história do Rio de Janeiro

VoltarVeja também
« Última» Primeira
ImprimirReportar erroTags:ferreira, declarações, receita, federal, chegarem, voos, importação e aguardavam221 palavras3 min. para ler
A maior apreensão de armas da história do Rio de Janeiro
Ver imagem ampliada
 A rota de contrabando que levou ao Aeroporto Internacional Tom Jobim, o Galeão, 60 fuzis de guerra, apreendidos pela Polícia Civil do Rio, pode ter trazido ao país pelo menos outras 30 cargas semelhantes com armas ilegais. Ou seja, outros 1,8 mil fuzis podem ter chegado às mãos de facções criminosas do Grande Rio, segundo os investigadores que participaram da operação deflagrada nesta quinta-feira (1º).
Segundo informações do RJTV, esta foi a maior apreensão de armas da história do Rio. Os agentes disseram que os fuzis são vendidos por até R$ 70 mil cada no mercado negro fluminense.
O material bélico estava em contêineres com aquecedores de piscina importados. Os repórteres Leslie Leitão e Eduardo Tchao tiveram acesso, com exclusividade, ao terminal de cargas onde os equipamentos aguardavam liberação da receita federal, após chegarem em dois voos. As declarações de importação têm datas de 23 e 30 de maio. Dos 60 fuzis apreendidos, 45 são do modelo AK 47, 14 são AR 10 e outro é do modelo G3 – todos com a numeração raspada, para evitar que sejam rastreadas. Só as tropas de elite da polícia do Rio pode usar este tipo de armamento. Também foram encontrados carregadores e munições. “É o armamento mais moderno disponível no mercado hoje pra guerra“, declarou o delegado Maurício Mendonça da Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas (DRFC).
Fonte: G1


Foto: Alessandro Ferreira/G1

Fonte:G1
Compartilhar página nas rede sociais:
CompartilharCompartilharTweetarCompartilharPin it

Últimos recados

Curta o nosso site!